Dislexia, Minecraft & Línguas

poster minecraft prisma

O que é Dislexia?

A dislexia é classificada como um transtorno de aprendizagem. É literalmente um transtorno, um aborrecimento! Imagina você não ter dificuldades de entender os assuntos na escola, achá-los até fáceis, mas na hora de ler e de escrever se enrolar todo?!

O disléxico, entre outras coisas, ignora palavras no meio da frase, mistura a ordem das letras e das sílabas, além de viver trocando “p” e “b”, “c” e “g”, “t” e “d”, “v” e “f”.

Resultado: Ansiedade, insatisfação e até raiva dos livros e dos cadernos.

Isso acontecia com o Vico. Tenho a felicidade de dizer acontecia porque depois de passar por quatro fonoaudiólogas competentes, que não conseguiram ajudá-lo, conhecemos uma psicopedagoga muito iluminada, que atende na “Casa de Janelas Amarelas”, a Marcília Neves, que praticamente, resolveu a questão. Isso já faz alguns anos. O Vico não precisou repetir de ano e adora a escola.

Minecraft e Dislexia

Além da excelente e querida Marcília, que identificou uma razão emocional no meio das letras, acho que jogar Minecraft na internet também ajudou a desatar os nós na língua.

A vontade de conversar com os amigos teclando durante o jogo fez o Vico enfrentar o medo de se expor e ele saiu escrevendo, errando e aprendendo na marra – com as piadas de quem estava do outro lado da tela e pela observação da ortografia certa dos outros jogadores. Eles abreviavam algumas palavras, mas não a maioria. Eram apenas crianças brincando, exercitando as habilidades no jogo e a rapidez para se comunicar pela escrita.

Com a significativa melhora desse transtorno, os livros da Coleção Diário de Pilar tiveram caminho aberto e se tornaram seu primeiro amor pela leitura impressa.

quebra-cabeça neon

Línguas e Dislexia

A dislexia não desaparece em outras línguas. As letras que já são confusas em português têm sons diferentes nos outros idiomas!

Enquanto havia um problema com o português eu achava que não devia empurrar outra língua goela abaixo no Vico. Ele até se saía bem no inglês e no espanhol da escola, mas, depois que veio estudar no colégio onde está atualmente, percebemos que o inglês não tinha sido internalizado de verdade.

Tentamos algumas estratégias:

  • Cursos

Existem cursos de inglês ótimos no mercado, mas nenhum considera a dislexia nos métodos de ensino e de avaliação.

Normalmente, o aluno com dislexia fica cada vez mais envergonhado de errar na leitura e na escrita na frente dos colegas e pode até criar um bloqueio com a língua.

Os cursos para o Vico viraram sinônimo de lugar pra bagunçar, que foi a estratégia usada por ele para se sentir mais confortável no ambiente.

No caso dele, portanto, não funcionou até hoje.

  • Cursos de Inglês Online

O curso de inglês online tem as vantagens do custo mais baixo do que o curso presencial e do ritmo da aprendizagem ser ditado pelo aluno, que pode voltar nos temas que teve mais dificuldade.

A desvantagem é a desmotivação a médio prazo. Pelo menos foi a experiência que eu vivi com o Vico. Qual é a criança ou o adolescente que vai gostar de aprender sozinho (ainda que supervisionado pela mãe) algo que não é do seu maior interesse e por quanto tempo isso vai funcionar?

Essa tentativa durou cerca de um ano.

  • Site de “Homeschool”

Existem vários sites de “Homeschool”. Esse é o nome da prática de estudar em casa, em vez de ir para a escola, permitida nos EUA e em alguns outros países.

Conheci e gostei do site “time4learning”, principalmente para a alfabetização e os primeiros anos do ensino fundamental. O aluno reconhece os sons das letras em diversas palavras, brincando com joguinhos.

O problema é que só quem já entende razoavelmente o idioma acompanha a velocidade do áudio. Deve ser ótimo pras crianças americanas que tenham dislexia.

  • Aulas Particulares

Finalmente, acertamos! Um amigo do Vico deu a indicação de um professor canadense que está morando aqui no Rio (espero que constitua família e continue aqui por muitos anos) que cobra um preço equivalente ao de um curso de inglês não extorsivo e que tem motivado e melhorado bastante o inglês do Vico!

Acabamos encontrando um caminho que se adaptou ao nosso bolso, ao temperamento do Vico e às suas singularidades, mas quantas pessoas têm essa sorte?

A aprendizagem da língua materna e das línguas estrangeiras, quando se tem dislexia, é um assunto que ainda está embrionário aqui no Brasil.

Espero que este post ajude quem está perdido no quebra-cabeça da dislexia.

 

 

 

14 comentários sobre “Dislexia, Minecraft & Línguas

  1. Mãe do Ludo e Vico, obrigada pelas dicas! Obrigada por ser uma mãe que tenta de tudo antes de colocar a culpa no filho. É um problema grandão que infelizmente não constituiu parte da minha formação como professora na faculdade. E nos cursos de inglês em que trabalhei, extorsivos, trabalhavam com pacotes de conhecimento fechados, como os colégios tradicionais, com a diferença de ter uma atmosfera lúdica. Mas o conteúdo personalizado, necas. Engana bobo rs Nada como um ensino com professor particular capacitado e disposto a entender as artimanhas da dislexia. Quero mt fazer uma pós em Psicopedagogia para complementar minha formação em futuro não mt distante. Acho que todos os professores deveriam (conseguir) fazer. Um bj

    Curtido por 1 pessoa

  2. Esses problemas com trocas de “p” e “b” ou “t” e “d” me acompanham até hoje e uso como indicio claro que o cansaço chegou. As vezes cometo erros de escrita por não acompanhar com lápis a velocidade do pensamento e atropelo as palavras. Quando era mais nova isso foi uma barreira que me atrapalhava a ter coragem de me expor escrevendo. Fui me desenvolvendo com estimulo de bons professores e com incentivo quando produzia textos mais corajosos. O cuidado, a observação e o carinho são as maiores ferramentas para fortalecer a educação! 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s