Os Blogs e a Convivência

outono

Quando comecei o blog em outubro do ano passado me sentia uma pirralha no meio dos grandes que já sabiam como se comunicar, combinar listas entre si e conquistar seguidores.

Parecia impossível conseguir que alguém lesse minhas anotações sobre livros, brincadeiras, passeios e cotidiano familiar, mas aos poucos fui entendendo a mecânica dos blogs, desenferrujando a escrita e virei blogueira!

Ao longo desse breve percurso apareceram blogs que foram muito amistosos e acolhedores. Alguns, inclusive, eu indiquei no Versatile Blogger Award e no Mystery Blogger Award. Esses prêmios são um exemplo da troca de gentilezas entre blogueiros e blogueiras que é muito bonita e que ocorre nas postagens, independentemente dos prêmios. O convívio harmonioso que aparece nas mensagens e nas conversas escritas nem sempre ocorre fora do mundo mágico da blogosfera.

O hábito de reconhecer algo de bom que alguém realizou e que apreciamos e, consequentemente,  elogiar o feito é uma “regra de etiqueta” dos blogs que está meio esquecida fora das telas e poderia ser exportada para a vida presencial, que tal?

Outra regra da blogosfera bem interessante é compartilhar conhecimentos e explicá-los de boa vontade para os leitores interessados, que na vida real parece inviável pela falta de tempo ou encurtamento da paciência!

Não acho que a vida seja perfeita na internet ou fora dela, mas há sempre algo de belo para ser exportado ou compartilhado de um lado para o outro da tela, como:

  • Gentileza
  • Paciência
  • Reconhecimento
  • Solidariedade

Esse pequeno post foi inspirado no meu avô paterno que faria 106 anos hoje e foi uma das pessoas mais doces e educadas que eu já conheci e de quem sinto muitas saudades.

folhas de outono

 

Bom Final de Semana!

Feliz Dia dos Pais. dos Padrastos e dos Avôs!

Anúncios

29 comentários sobre “Os Blogs e a Convivência

  1. Bem notado! O mundo dos blogs também me surpreendeu muito, quando comecei , principalmente a troca de informações e a sociabilidade amigável, diferente das redes sociais. Sempre trabalhei em grandes empresas, onde o individualismo e a competitividade é predominante. Não é este o meu perfil. Aqui eu me realizo, viro gente, rss Que o seu avô esteja sempre no seu coração! Beijins

    Curtido por 1 pessoa

  2. Teu post me fez pensar em como é fácil ser gentil quando são gentis conosco…
    E em como é fácil deixar que as agruras da vida ditem nossas maneiras…
    Há muito que não tenho meus avós. E meus pais. Falta-me a voz de quem me viu crescer e que me conhecia melhor do que eu próprio para dizer “calma”.
    Parece que agora cabe a mim… 🙂
    Obrigado pelo texto. É sempre um prazer ler, e mais uma oportunidade de reflexão.
    Beijinhos.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Muito legal mesmo. Também me senti muito bem recebida quando comecei a escrever. É legal quando as pessoas leem o que escreves e comentem. Gosto muito de me expressar através do blog. Também quero aproveitar para te agradecer por sempre passar pelo meu blog e fazer comentários. Um super abraço 😉

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s