XVIII Bienal do Livro Rio

bienal do livro rio

Ontem, feriado de 07 de setembro, o passeio de parte da família, eu, meu marido e o Ludo foi a visita à Bienal do Livro, no Riocentro, das 11:30 às 15 horas.

Ficamos exaustos nesta verdadeira Comic Con dos livros, mas conseguimos aproveitar o evento!

Do que mais gostei na Bienal do Livro:

  • A enorme presença do público jovem, interessada em ler.
  • As editoras de universidades com diversidade e qualidade de títulos.
  • Os livros com descontos em algumas editoras, bom negócio para quem sabe garimpar no meio de muitas ofertas, tem paciência e foco ou sorte.
  • O aplicativo Índigo para não ficar na fila do estacionamento funcionou.

balõesDo que menos gostei na Bienal do Livro:

  • A desorganização no trânsito na entrada e na saída do Riocentro. Um desespero para quem vai de carro. Tem o BRT na porta do evento. É uma opção.
  • O preço dos livros em algumas editoras mais badaladas, como a Zahar, a Cia das Letras, bem como na loja Saraiva que construíram para o evento, era o mesmo das livrarias.
  • O preço do lanche no Bob’s. R$17,00 um Double Cheese!!! Tinha outras opções, mas demoramos para encontrá-las e a fome era grande.
  • R$ 25,00 o estacionamento.

EDUFBA

Comprei dois ótimos livros que devem gerar futuros posts:

  1. Problemas da literatura infantil, da poeta e educadora Cecília Meireles. Editora Global. Apresentação da escritora Laura Sandroni.
  2. O Adolescente e a Internet – Laços e Embaraços no Mundo Virtual, da professora e pesquisadora da Unesp, coordenadora do grupo de pesquisa A Formação do Sujeito na Era Digital, Cláudia Prioste. Editora Edusp.

pic nic na grama no RIocentro

As imagens desse post são o ingresso do evento, a frente e o verso do flyer da editora da Universidade Federal da Bahia (EDUFBA) e a foto das pessoas fazendo um picnic na grama próximo das barracas de comida, food trucks etc.

Bom final de semana!

 

 

 

Anúncios

11 comentários sobre “XVIII Bienal do Livro Rio

  1. Adoraria poder ir ao evento; um dia eu ainda irei. É ruim morar no “interiorzão” por causa disso. Eu concordo com você, a Zahar cobra preços absurdos por livros que são de domínio público, mesmo que suas edições sejam com qualidade e capa dura. Assim como A Cia. das Letras, com uns livros bem carinhos da coleção com a Penguin, livro paperback e caro. Por isso sempre dou uma boa garimpada na internet antes de comprar. Porém, vi que haviam boas promoções no evento também, que valiam muito a pena.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Legal que você aproveitou a Bienal do Livro, Mariana! Eu já fui a Bienal de São Paulo e não foi uma experiência legal. Local lotado, quente, caro, etc. A Bienal do RJ por ser uma das grandes bienais do país talvez tenha o mesmo cenário, por isso não sito vontade de ir =/ Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Bah… Duas coisas maravilhosas… Livros e família…
    Esse ano não fomos à Feira do Livro em Lisboa. Mas é muito mais tranquila do que o que você descreveu. Claro, não é fácil achar lugar para estacionar, mas acha-se, e é SEMPRE mais barato comprar livros ali, do que nas livrarias. Até mesmo nas barracas das livrarias xD
    Vou ficar à espera das suas impressões sobre os dois livros 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s