Infância Ideal

crianças jogando bola

Estudei na faculdade de pedagogia que a infância é uma fase da vida inventada na Idade Média, a partir do conceito de vergonha, segundo o historiador Ariés.

Antes da invenção da infância, não havia privacidade nas casas medievais e as crianças, junto com os adultos, compartilhavam todos os momentos, inclusive os que seriam considerados impróprios, atualmente.

O conceito moderno de infância se desenvolveu na Europa nos séculos XVII e XVIII.

De volta ao presente, hoje as crianças são senhores de seus mundos de games, redes sociais, pesquisas, vídeos, músicas, livros digitais, às vezes livros impressos, bonecos e brinquedos que se tornam moda e desaparecem em meses. São protegidos por lei de abusos físicos e morais, inclusive os praticados pelos seus cuidadores.

Na minha infância, as crianças brincavam mais usando a própria imaginação e objetos simples, mas também assistiam muita porcaria na televisão e não podiam escolher nem criar a própria programação. O bullying era legitimado nas escolas que não achavam nada demais na covardia praticada diariamente entre alunos.

Crianças não são anjos nem demônios. São seres humanos que precisam da ajuda de seres humanos mais velhos para aprenderem a se defender ao longo da vida.

Crianças não se tornarão indivíduos e não vivem no futuro. Elas já são indivíduos e vivem uma vida que deve ter significado no presente e não apenas nos projetos para daqui a tantos anos. Brincar, portanto, é muito importante. É o momento em que a criança vive o presente intensamente.

Ai que saudades eu sinto da almofada que se tornava um palácio, uma nave espacial, a casa das bonecas e que me hipnotizava por um tempo que eu nem calculava…

Feliz dia das Crianças!

crianças correndo

 

 

22 comentários sobre “Infância Ideal

  1. Olha só… O tempo passou tão rápido esse ano e eu nem dei conta desse dia… (Também é dia do Agrônomo, muá). Brinquei muito. Escapei, por força e sorte, da ditadura das consolas. Mas também me diverti com elas. Bicicleta. Bete ombro. Esconde-esconde. Pega-pega. Jogar bola na rua. E tantas outras coisas que meu filho não vai viver… Porque a criança ganhou tantos direitos, mas vivemos cada vez com mais medo… Mas vamos fazendo o que é possível! 🙂

    Curtido por 4 pessoas

  2. Tenho noção que tudo que faz parte da nossa vida um dia foi convencionado por um grupo. No entanto, não tinha ainda pensado a infância como invenção e foi interessante descobrir no período em que foi. Se não estou enganada, foi no mesmo período em que a sexo tornou-se privado, algo a ser escondido. Principalmente com relação às mulheres. Li um pouco (pouco mesmo rs) a respeito na História da Sexualidade do Foucault, volume 1. Eu tenho o livro em pdf; posso te passar. Ah, e te mandei um email hoje!

    Curtido por 2 pessoas

  3. Se a criança foi inventada, agora só faltam inventar o adulto😂 Brincadeira à parte, achei muito relevante o que você ressaltou sobre a importância do “brincar”, do estar no aqui e agora, é praticamente a moda atual de “atenção plena”. Sabida essas crianças, viu. Oh detesto deixar link no blog dos outros, mas abrirei exceção pq acho que vc vai gostar desse aqui, fala disso tudo e de literatura infantil. Abraços.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Parabéns pelo texto!
    Gostei, sobretudo, da parte “Elas já são indivíduos e vivem uma vida que deve ter significado no presente e não apenas nos projetos para daqui a tantos anos.”
    Isso é algo a ser lembrado todos os dias, quantas vezes esquecemos de viver o presente e desejamos o mesmo aos nossos pequenos?!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Essa história sobre a infância é bem interessante, estudei esse ano, em Psicologia Infantil. Gostei do texto, acredito que a tecnologia está aí para o melhor desenvolvimento das crianças, pois, como você disse, hoje elas podem escolher o que consumir. E, a presença dos pais é o mais importante. Quem poderia “estragar” a criança não é a tecnologia, mas sim os pais.
    Já que o Dia das crianças já passou, vou te desejar uma boa Sexta-feira 13! 👹👹
    Que os lobisomens e criaturas da noite não a perturbe hoje! 😂😂
    Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

  6. Olá LudoeVico, adorei seu texto sobre a infância. Muito bem pontuado sobre a importância do brincar nesta fase, e isto está ficando esquecido ou sendo transferido pelos próprios pais por brinquedos digitais. Outro dia fui num parque aquático , e na hora do almoço, no restaurante, presenciei esta triste imagem: um jovem casal com um criança de uns três anos, sentados à mesa; os pais conectados em seus celulares, e a criança assistindo seu desenho preferido em seu tablet. Cadê a infância dessa geração? Cadê os pais que brincam de verdade com seus filhos ? Socorroooo, acorda sociedade!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigada Titi! Fico feliz que você tenha gostado do post. Acho que não devemos demonizar a tecnologia, mas como você destacou ela não pode ser a única brincadeira da criança, nem deve alienar os pais que estão perdendo o convívio com os fihos tão pequenos! Venha sempre visitar o blog! Beijos!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s