Bola de gude e Gogo

bola de gude

Desde a antiguidade as crianças e os adultos disputavam peças com o que estivesse ao alcance da mão, como frutinhas, sementes, pedras pequenas etc.

Não se sabe quando nem onde as bolinhas de gude foram inventadas. O que se tem certeza é que elas já existiam desde o tempo dos faraós do Egito porque foram encontradas em tumbas.

Aqui no Brasil, o berlinde (pequena esfera de vidro, metal ou madeira) foi trazido pelos portugueses e se tornou conhecido como bola “de gude” (que significava pedra arredondada), por causa da semelhança com as pedras redondas e lisas que ficavam nas beiras dos rios.

Foi assim, provavelmente, pela ação da natureza, que começaram a ser criadas as bolinhas até passarem a ser feitas por artesãos em argila, pedra, vidro e outros materiais.

Hoje em dia há alguns artistas, como Mark Matheus e John Kobuki, que se dedicam a trabalhar com o vidro para produzir essas esferas encantadoras. Descobri os trabalhos deles no site do museu Corning Museum of Glass (que fica em Nova York), onde se pode brincar de fazer vidro!

O Ludo e o Vico já ganharam bolas de gude de lembrancinhas de aniversários, mas nunca brincaram com elas.

Tiveram uma experiência parecida. Jogaram gogos, que são bonequinhos de plástico de monstros, de personagens da Turma da Mônica ou dos filmes da Disney, com os quais batalhavam, como se fossem bolas de gude, para conquistar as peças do adversário.

Eu comprava esses bonequinhos em bancas de jornais. Foram uma febre nos recreios.

Gogos

Existem várias formas de brincar de bola de gude. Algumas são adaptáveis aos gogos  e demais pecinhas do gênero, outras não.

As versões adaptáveis são aquelas em que o objetivo é expulsar as peças do oponente do círculo, do triângulo, da estrela ou outra forma previamente definida e marcada no chão.

A diversão não se restringe à disputa pelas peças. Os jogadores podem inventar novos percursos e desafios a cada brincadeira.

Já a versão tradicional da brincadeira é, preferivelmente, realizada com as bolas de gude e consiste em fazer um percurso de ida e volta em que as bolinhas têm que entrar em 3 buracos no chão. Quem chegar primeiro é o vencedor.

As bolas de gude, os gogos e o que mais servir para essa finalidade são brinquedos que cabem no bolso e divertem há várias gerações.

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Ioiô-Yoyo

O ioiô é uma brincadeira de bolso que fez a alegria das crianças no Brasil e pelo mundo afora nos anos 1980/1990.

Em 1985, o brinquedo foi para o espaço com as tripulações das naves Discovery e Atlantis.

yoyo iôiô

Hoje, sumiu dos recreios, praças e playgrounds.

Mas, como o próprio nome diz, ele vai e volta.

Yoyo é uma palavra do idioma Tagalo, da República das Filipinas, que significa vai e vem.

Dizem que ele é o segundo brinquedo mais antigo do mundo, só perdendo para as bonecas.

Existe no Metropolitan Museum of Arts, em Nova York, um exemplar da Grécia Antiga feito de terracota.

Os chineses, mil anos antes de Cristo, já brincavam com discos de marfim com um cordão de seda enrolado entre eles.

Quem diria que, antes de ser brinquedo, foi usado como arma de caça, como também foi o caso do bumerangue australiano..

Os caçadores usavam o ioiô para laçar e derrubar os animais pelas patas.

De arma, virou brinquedo e até modalidade esportiva.

Este ano, o campeonato mundial de ioiô vai ser na Islândia!

campeonato ioio islandia 2017

Detetive no Carnaval

detetive

Aqui em casa, somos bichos caseiros que se escondem durante o Carnaval.

O Ludo, o Vico e seus amigos já passaram da fase de gostar de se fantasiar de heróis e piratas e ainda não começaram a curtir os carnavais pelos blocos e outras festas para maiores de 18 anos.

Ontem, eu e o Vico brincamos bastante do jogo Detetive, que não jogávamos há um tempão. Fiquei feliz de vê-lo blefando e desvendando quem matou o Sr. Carlos Fortuna.

Detetive foi inventado em 1943 por um casal inglês: Anthony e Elva Pratt. O marido teve a ideia do jogo e a esposa desenhou o tabuleiro. Eles o apresentaram para a fábrica Waddingtons, que começou a comercializá-lo em 1948 como Cluedo.

O jogo fez tanto sucesso pelo mundo todo que até virou filme.

O filme Clue (Os 7 Suspeitos), de 1986, é uma adaptação do jogo. Tem nota 7.3 no IMDB. Assisti há anos e me lembro de ter gostado! Em DVD, soube que fizeram 3 finais diferentes.

Nosso jogo de Detetive é o da embalagem “pra viagem”. As cartas, peças e fichas de anotações cabem em um estojo. Só o tabuleiro (pequeno, mas nem tanto) fica de fora. Acho que dá pra considerá-lo brincadeira de bolso.

detetive-de-bolso

Segue aqui um resumo do manual pra quem esqueceu como se joga:

  • Embaralhe separadamente,  em 3 bolos, as cartas dos suspeitos, das armas e dos ambientes
  • Tire (sem olhar) uma carta de cada bolo e coloque-a no envelope pardo
  • Misture todas as cartas restantes em um só bolo e distribua igualmente entre os jogadores
  • O objetivo é descobrir as 3 cartas que estão no envelope, seguindo as próprias anotações. Nas anotações se escreve as cartas que estão em suas mãos e os palpites das cartas que devem estar nas mãos dos outros jogadores

Existe um site para fanáticos pelo jogo Detetive que é interessante, principalmente, porque tem as cartas de vários países com desenhos diferentes, ao acessar o link “International Cluedo”. Acho que é uma ótima maneira de reinventar o jogo, imprimindo, copiando à mão os desenhos ou se inspirando neles para criar novos suspeitos e armas e variar a brincadeira.

Bom Carnaval pra quem gosta da folia!

Bom jogo pra quem gostou da dica!

 

 

 

 

 

Cama de Gato

barbante

Barbante é um material leve e barato, bem apropriado para brincadeiras de bolso.

A origem do barbante na nossa língua teve início no século XVI, muito tempo depois da popularização desse material na Europa.

A palavra barbante vem de Brabante, que era um ducado entre a Holanda e a Bélgica, onde se produzia o fio.

O barbante desde então é a matéria prima da brincadeira cama de gato, que é ainda mais antiga do que o próprio barbante. Gregos e romanos já se divertiam com ela, usando outros materiais.

Pelo mundo afora se brinca de cama de gato.

  • Na língua inglesa, chama-se Cat’s Cradle (berço de gato)
  • Em alemão, é conhecida por Hexenspiel (brincadeira da bruxa)
  • No idioma espanhol é Juego del Cordel (jogo da corda) ou Cuna de Gato
  • Na Roma Antiga era Hamaca…

Para lembrar como se brinca, siga esses passos com atenção e paciência.

Existem brincadeiras com o barbante na mesma linha da cama de gato. Algumas são feitas com histórias ou lendas locais e fazem parte da riqueza cultural de vários povos.

Na Ilha de Páscoa, por exemplo, os “kai kai” usam desenhos feitos pelas linhas do barbante para contar a história da ilha, a chegada dos seus primeiros habitantes, a formação de seus vulcões e o dia a dia do povo, de uma forma lúdica, que é levada a sério.

Ciente da importância dessa brincadeira com cordas,  em 1978, o matemático japonês Hiroshi Noguchi e o missionário inglês Philip Noble se juntaram e criaram a International String Figure Association – ISFA (Associação Internacional de Formas em Cordas) com o objetivo de preservar a cultura dos jogos e das histórias contadas pelas mãos e pelo barbante para as futuras gerações.

No site da ISFA tem histórias, pesquisas, vídeos, dicas de livros e tudo mais que se refere a jogos com barbante. Vale à pena visitar.

A cama de gato, que muitos conhecem na infância, já viajou no tempo e no espaço e deve continuar divertindo e ensinando as próximas gerações.

cama-de-gato

 

 

Scrabble em Português

scrabble

Palavras cruzadas são um passatempo que me ajuda a relaxar. Dizem que, assim como caça palavras, palavras cruzadas também fazem bem para o cérebro em todas as fases da vida.

Aqui em casa, por enquanto, só os adultos gostam desses passatempos e, também, do jogo Scrabble.

Scrabble foi criado originalmente no idioma inglês e consiste em resolver anagramas. O objetivo do jogo é formar novas palavras pela transposição de letras, sem prejudicar o sentido das palavras que já estiverem no tabuleiro.

As peças do Scrabble em português não são as mesmas das do jogo em inglês porque as letras mais usadas para formar palavras em cada uma das línguas são diferentes.

Em português, as 120 letras usadas no jogo estão impressas em pedrinhas, como essa  pedrinha-scrabble, e aparecem na mesma quantidade da tabela abaixo: letras-scrabble-portugues

Os números localizados em baixo das letras são referentes à pontuação que cada respectiva letra tem no jogo.

A mecânica do Scrabble está descrita de forma simples e objetiva em 11 passos no WikiHow.

Como o jogo, em português, não é vendido há alguns anos nas lojas, para experimentar essa brincadeira restam algumas outras opções:

  • Ter a sorte de encontrar um Scrabble usado no Mercado Livre com todas as peças e a um preço razoável
  • Ter paciência para criar seu próprio tabuleiro e peças

Esse vídeo que ensina a construir o tabuleiro de Scrabble está em inglês, mas é bem didático e visualmente descritivo, lembrando que, ao criar as pecinhas, deve-se seguir a tabela acima para brincar no nosso idioma.

  • Finalmente, existe, ainda, a opção de jogar Scrabble, em português, pelo aplicativo para celular criado pela Eletronic Arts

Parece trabalhoso, mas é desafiador e divertido jogar Scrabble.

 

Quebra-Cabeça e Tangram

quebra-cabeca

Para os ocidentais, o Quebra-Cabeça foi inventado, originalmente, para ensinar Geografia.

No século XVIII, um cartógrafo inglês chamado John Spilsbury teve a ideia de dividir mapas em vários pedacinhos e, desde então, além de ser um passatempo, o Quebra-Cabeça é considerado um brinquedo educativo.

No oriente, o Tangram é reconhecido como o primeiro Quebra-Cabeça da história. Ele foi inventado na China e se popularizou nos países vizinhos, séculos antes de chegar na Europa e servir de inspiração para o Quebra-Cabeça.

O Tangram é formado por 7 peças: 5 triângulos, 1 quadrado e 1 paralelogramo. Todas as peças têm que ser usadas e não podem ser sobrepostas. O objetivo é formar com elas diversas figuras diferentes, com variados graus de dificuldade, como ensina este tutorial..

Por que o Tangram e o Quebra-Cabeça são brinquedos geniais?

  • Ambos são brincadeiras de bolso, já que as peças podem ser guardadas em um saco plástico ou uma caixinha qualquer e, inclusive, transportadas em viagens
  • O Tangram desenvolve a criatividade, o raciocínio lógico e a paciência dos jogadores.
  • O Quebra-Cabeça estimula a coordenação motora, a concentração e a habilidade de resolver problemas.
  • Além das compras pela internet, é fácil encontrar Quebra-Cabeça em redes de livrarias, papelarias, lojas de brinquedos e é mais barato do que a maioria dos outros jogos e passatempos.
  • O Tangram pode ser feito em casa.

Hoje, além de encontrarmos peças de Quebra-Cabeça confeccionadas em papelão ou MDF (mais usados para construir formas em 3D), existem várias opções no mundo virtual. O jogo da Microsoft foi o melhor que eu encontrei para quem gosta de brincar no computador.

EVA e diferentes tipos de papel são os materiais mais usados para produzir as formas geométricas do Tangram, mas o brinquedo também pode ser feito em tecido e madeira e até se tornar parte da decoração de casa.

Tangram e Quebra-Cabeça são brincadeiras de bolso que o Ludo e o Vico já gostaram muito, mas sempre é tempo para eles voltarem a brincar.

Cartas para Ludo e Vico

No século passado, ainda tínhamos o hábito de escrever e enviar cartas pelo correio.

Durante a minha infância, quando viajava com meus pais e fazia alguma amizade nova, trocávamos os endereços para continuar nos comunicando por um tempo (breve, geralmente).

montanha-neblina-ludo-e-vico

O que eu achava mais legal de receber correspondências de lugares distantes era sentir, até pelos cheiros, cores e texturas do papel e do envelope, os ares da vida que poderia ser a minha, se eu tivesse nascido ou me mudado para outro país, outro estado ou outra cidade. Era mais emocionante do que trocar e-mails, até pela surpresa de receber um “presente” dos Correios.

Alguns anos mais tarde, eu fiz inscrição no Pen Friend para treinar inglês me correspondendo com outros adolescentes ao redor do mundo.

Descobri que ainda existe o  International Pen Friends, com mais de 300.000 membros de 8 a 80 anos de idade, espalhados por 192 países, inclusive o Brasil.

Guardei durante alguns anos cartas e cartões postais de Bangkok, Atenas, Lisboa, Nova Jersey, São Leopoldo e Curitiba.

Acho que o Ludo e o Vico também podem se interessar em melhorar o inglês e o português com essa antiga brincadeira de conhecer o mundo.

bau-carta-ludo-e-vico