Arrumação

canela

Notas sem referência

Agendas em branco

Na cadência da displicência

Meias solteiras em todo canto

Bric a Brac de Tic Tacs, moedas e tomadas

Gavetas de acúmulos confusos emperradas

Nesse ninho até a poeira se acomodou

Atrasos, perdas e planos são bolor

Roupas apertadas demais para celebrar

Baterias que não voltarão a ligar

Reduzir a tralha é abrir uma janela

Guarde o que lhe faz bem e entregue o que lhe flagela

 

Fiz essa poesia pra comemorar a nova arrumação no quarto do Ludo, que está uma maravilha! Depois de muitos anos de bagunça, meu amado adolescente aceitou algumas ideias de organização e revolucionou o quarto dele:D

Eu mesma fui bem bagunceira a maior parte da vida, mas com o tempo e “with a little help from my husband” aprendi a viver sabendo onde estão meus objetos queridos e necessários.

Recomendo o best seller da japonesa Marie Kondo “Isso me traz alegria – um guia ilustrado da mágica da arrumação” – pra quem está sem norte e quer uma ajudinha. Foi muito útil aqui em casa!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios