Juventude Conectada

juventude conectada

Já ouvi de várias vozes diferentes que temos “escolas do século XIX, com professores do século XX para alunos do século XXI”.

Outra frase que é bastante popular e que também cabe aqui neste post é: “Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. Dizem que a autoria dessa frase é de Einstein. Mesmo que não seja verdade, acho que ela ajuda a entender porque a escola do século XIX continua em crise desde o século XX.

O episódio Educação do programa Juventude Conectada, que assisti no canal Curta! traz algumas ideias para encontrar resultados diferentes para a escola do século XXI:

  • Personalização do estudo por Plataformas que se tornam íntimas da forma de aprender e das dificuldades de cada aluno
  • Dimensão Autoral e Dialógica da Aprendizagem
  • Formação para o Autoconhecimento e Florescimento Humano
  • Aprendizagem Perene e Significativa
  • Reconhecimento da importância das Relações para o Conhecimento
  • Criação de Espaços de Aprendizagem menos Sufocantes do que os da Escola Tradicional

Além de comentarem essas ideias, profissionais de várias áreas, bem como os fundadores da Plataforma Geekie e da Plataforma Cinese, que qualquer pessoa pode acessar, apresentam suas propostas para o ensino não apenas nas escolas, mas também por toda a vida.

Quem quiser assistir ao programa de 26 minutos – Juventude Conectada – que eu tive a sorte de encontrar, zapeando na televisão, pode ver o episódio aqui.

Anúncios

Meu Primeiro Fórum de Educação

Forum de Educação

Ontem de manhã cedinho partimos do Rio para Petrópolis (que é a cidade para onde nos mudaremos ainda este ano)!

Fui apresentar meu trabalho “O letramento mediado pelas telas” no Fórum da Academia Petropolitana de Educação!

Há alguns meses o trabalho foi selecionado para participar do Fórum que teve como  tema central Alfabetização: aprendizagem para a vida.

O evento, promovido pela Academia Petropolitana de Educação com o apoio da Casa da Educação Visconde de Mauá, APPEM, Diretoria Regional Serrana I – SEEDUC e da Secretaria Municipal de Educação de Petrópolis, aconteceu ontem na belíssima Casa da Educação Visconde de Mauá.

A apresentação dos trabalhos selecionados foi organizada nos seguintes eixos:

  • Educação e Alfabetização
  • Educação e Psicologia
  • Educação e Múltiplas Linguagens
  • Educação e Sociedade
  • Educação, Linguagem e Tecnologia (Foi aqui que meu trabalho foi classificado! )
  • Educação e Saúde

Senti muita alegria ao ter sido selecionada e medo de pagar o maior mico porque eu nunca tinha apresentado o trabalho para uma plateia de professores universitários pós-doutorados com anos de estrada na educação.

Na hora de expor meu tema, depois de ouvir outros palestrantes me senti mais calma e a apresentação fluiu como uma conversa sobre o assunto que acho fascinante e pretendo seguir pesquisando dentro e fora da universidade.

Comentei sobre o blog, citei exemplos dos meus filhos e inseri as falas das outras palestras nos multiletramentos mediados pelas telas.

Se eu tivesse que conversar numa mesa de bar com as mesmas pessoas, provavelmente teria permanecido muda e acuada.

Ali a timidez desapareceu. Adorei a experiência!

Já fui advogada, tradutora e sigo sempre em busca de dar sentido ao trabalho e à vida unindo minhas paixões, habilidades, valores e características pessoais.

Espero que esse seja o primeiro de muitos fóruns e pesquisas em educação.

Bom domingo a todos!