A livraria é um passeio

livraria-da-travessa-botafogo

Hoje chamei o Vico e o meu marido para passearmos na livraria. O Ludo ficou dormindo, aproveitando o final do feriado de Carnaval.

O Vico estava doido pra comprar mangás, mas eu avisei que só sairia de casa se fosse sem a minha carteira de dinheiro e que ele poderia gastar a mesada dele.

Acho que ganhar presente toda hora, ainda que seja livro, tira o valor do presente e incita à compulsão de comprar.

Não tenho a pretensão de ensinar dicas de finanças aos filhos neste post, mas gostaria de indicar um passeio, que pode ser econômico e divertido: a Livraria da Travessa de Botafogo.

Gosto muito dessa livraria, que também existe em outros bairros do Rio de Janeiro. Conheço as do Shopping Leblon, de Ipanema, do Centro da Cidade e do Barra Shopping.

Atualmente, acho que a de Botafogo é a melhor pra crianças e adolescentes pelas seguintes razões:

  • Ela parece pequena do lado de fora, mas tem um espaço comprido, acolhedor e escondido para crianças e adolescentes, que é ainda mais agradável do que o das outras filiais.
  • Tem um pátio interno aberto com mesas e cadeiras.
  • Não fica dentro de shopping center (se chega até ela a pé ou de metrô, taxi, ônibus, Uber…).
  • As pequenas poltronas de couro na parte interna são uma delícia.

Os pontos fracos:

  • O atendimento demoradíssimo no café
  • A pouca diversidade de mangás

Quanto aos mangás, na zona sul do Rio de Janeiro, tirando as lojas especializadas e as boas bancas de jornal, a filial da livraria Saraiva do Botafogo Praia Shopping foi onde encontramos o melhor acervo.

Nem a demora no café abalou nosso passeio. Saímos da livraria e fomos para o Le Dépanneur Delicatessen, que fica do outro lado da rua. Uma delícia. Chocolate quente e pão de queijo para fechar a tarde antes da chuva começar a cair.

pao-gui-poulain-ilustrador